Há um girassol maravilhoso
Sendo plantado agora
Faltam cinco minutos
Eu não posso te dizer
Mais nada, mais nada
Aí se eu pudesse
Fazer flores e estrelas
O mundo seria mais belo
O homem seria respeitado pelo homem
Aí se eu pudesse
Fazer flores e estrelas
Eu conquistaria você, moça
Eu conquistaria você, moça, moça
…a esquizofrenia é indissociável do sitema capitalista, ele próprio concebido como uma primeira fuga: uma doença exclusiva. Nas outras sociedades, a fuga e a marginalidade assumem outros aspectos. O indivíduo a-social das chamadas sociedades primitivas não é internado. A prisão e o asilo são noções recentes. Ele é expulso, exila-se para o limite da aldeia e aí morre, a menos que vá se integrar numa aldeia vizinha. Cada sistema tem, aliás, a sua doença particular: o histérico das chamadas sociedades primitivas, as manias depressivas-paranóicas no Grande Império… A economia capitalista procede por descodificação e desterritorialização: tem os seus doentes extremos, isto é, os esquizofrênicos, que, no limite, se descodificam e desterritorializam, mas tem também as suas consequências extremas, os revolucionários…..
Estou longe de conhecer o ateísmo na condição de resultado, menos ainda como acontecimento: em mim ele é compreensível na qualidade de instinto. Eu sou curioso por demais, questionável por demais, animado por demais para poder aceitar uma resposta esbofeteada. Deus é uma resposta esbofeteada e grosseira, uma indelicadeza contra nós, os pensadores – no fundo apenas uma proibição esbofeteada e grosseira contra vós: vós não deveis pensar.
Queremos destruir todos os monumentos ridículos “áqueles que morreram pela pátria” que nos olham em todas as cidades, e em seu lugar construir monumentos aos desertores. Os monumentos aos desertores representarão também aqueles que morreram em combate porque todos eles morreram maldizendo a guerra e invejando a felicidade do desertor. A resistência nasce da deserção.